• |
  • Notícia

  • |
  • Associação de Cotriguaçu-MT, a ACCPAJ participam de reunião com representantes do Banco Alemão KFW
Associação de Cotriguaçu-MT, a ACCPAJ participam de reunião com representantes do Banco Alemão KFW
Publicado em: 10/07/2017 ás 17:01:00 Fonte: Secretaria Municipal de Meio Ambiente

Na tarde de 08/07/2017, representante do banco de desenvolvimento alemão KfW (Kreditanstalt für Wiederaufbau), Christiane Ehringhaus conheceram o trabalho desenvolvido pela Associação de Coletores de Castanhas do Brasil do PA Juruena – ACCPAJ. A representante do banco alemão, destacou que o objetivo da visita foi conhecer as políticas públicas de controle do desmatamento e desenvolvimento sustentável implantadas e em desenvolvimento no estado de Mato Grosso e que têm a proposta de valorizar a floresta em pé. Também veio para apresentar o Programa Global REDD Early Movers (REDD para Pioneiros - REM) e destacou que o maior desafio será apoiar ações jurídicas a nível local e principalmente que cheguem aos produtores rurais dessas áreas.

Sobre os pontos fortes da Associação de Cotriguaçu, a presidente destacou entre outros possibilidade de comercializar com outros municípios e como metas implantar um viveiro além de adquirir transportes primários e secundários.

Na ocasião, Veridiana, presidente da ACCPAJ, também comentou sobre sua propriedade que teve uma unidade demonstrativa (UD) que receberá este ano apoio técnico e financeiro em tecnologias sustentáveis do Projeto Rural Sustentável, e que além de sua propriedade em Cotriguaçu, mais 4 UDs foram beneficiadas e contaram com apoio da Prefeitura Municipal para que efetivassem sua participação, ademais informou que este mês  já ocorrerá um dia de campo na sua UD  com objetivo de incentivar práticas sustentáveis na região.

Christiane Ehringhaus reforçou que a proposta da visita é identificar possibilidades e opções para um potencial programa de pagamentos por resultados de emissões reduzidas pelo desmatamento evitado, similar ao que está em andamento no Acre, com ações desenvolvidas a partir da política estadual de REDD+ (Redução de Emissões por Desmatamento, Degradação florestal, Conservação, Manejo Florestal Sustentável e Aumento dos Estoques de Carbono Florestal) que incluam a agricultura familiar, as populações tradicionais e povos indígenas. 

Representante da estratégia da PCI (Produzir, Conservar e Incluir) apresentado na conferência do clima (COP 21) em Paris, também reforçou a importância da visita de fato nas regiões onde o desafio é criar uma nova cultura que aliará a expansão da produção com a conservação e ainda promover a inclusão social, e que essa estratégia requer parceiros internacionais para ser colocada em prática.

Também participaram desta reunião, o Prefeito e Secretários de Agricultura e Meio Ambiente de Cotriguaçu, além de representantes da SEMA, ICV, PCI.

Na oportunidade em Juruena também conheceram os trabalhos desenvolvidos pela COOPAVAM na região noroeste. O eng. Agrônomo, Paulo Nunes, destacou sobre a importância do Ministério Público no que referem-se a segurança para que as empresas/fazendas permitam a entrada de coletores de castanhas, e visionou quem sabe no futuro a Lei do Castanhal Livre, que no caso dependeria de organização e apoio das instituições, tais como SEMA, IBAMA e Ministério Público.

Notícias relacionadas